CONGREGAÇÃO CRISTÃ
Jesus Nossa Âncora

Obrigado por visitar nosso site. Esperamos que você tenha gostado do conteúdo.
Estamos abertos para esclarecer dúvidas e aceitar sugestão.

A PAZ DE DEUS.

Parábola: Vocábulo que se origina da palavra grega Parabolé, que significa alegoria ou exposição de um pensamento sob forma figurada. Ficção que representa um objeto para dar idéia a outro, no qual se conclui uma verdade.

O capítulo 13 de Mateus relata que, tendo Jesus saído de casa, naquele dia, estava assentado junto ao mar; e ajuntou-se muita gente ao pé dele, de sorte que, entrando num barco, se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia. E falou-lhe de muitas coisas por parábolas.... (Mateus 13.1-2).

 Nessa ocasião, tendo Jesus concluído a sua parábola, foi indagado por seus discípulos, a respeito desse método tão utilizado por Ele, quando falava sobre o Evangelho do Reino. Disseram-lhe: Por que lhes falas por parábolas?

Observemos com muita atenção a resposta do Mestre, pois nela está contida uma grande revelação:

Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do Reino dos céus, mas a eles não lhes é dado; porque àquele que tem se dará, e terá em abundância; mas aquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado. Por isso, lhes falo por parábolas, porque eles, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem, nem compreendem.

E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis e, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, e ouviu de mal grado com seus ouvidos e fechou os olhos, para que não veja, e ouça com os ouvidos, e compreenda com o coração, e se converta, e eu o cure.

Mas bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem, porque em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vós vedes e não o viram, e ouvir o que vós ouvis, e não o ouviram”. (Mateus 13: 11-17).

Que homem é capaz de compreender os segredos de Deus, os quais estão ocultos em mistério? Porque não há outra forma receber a sabedoria espiritual e o discernimento da Palavra, se não for através do Espírito Santo de Deus. A própria Palavra do Senhor recomenda que, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, que a todos dá liberalmente.

Qualquer que ler este texto sem o discernimento espiritual, poderá até pensar que Deus faz acepção de pessoas, pois a uns dá a conhecer os mistérios do Reino, e outros não. Entretanto, não é essa a mensagem revelada por Jesus Cristo aos seus discípulos, pelo contrário, a verdade veio para todos, mas apenas os remanescentes a receberam.

O motivo de muitas pessoas não compreenderem a linguagem do Mestre, deve-se ao fato de que a Palavra de Deus é viva e por isso não pode ser ensinada, e sim, revelada a tantos quantos o Filho quiser revelar. E como o Pai abomina o coração altivo, a verdade revelada alcança somente àqueles que são humildes, cujo coração é puro, pois os que se estribam em seu próprio entendimento e querem ser grandes, endurecem os seus corações, impedindo que entre ali o Espírito Santo de Deus, o qual foi enviado por Jesus Cristo,  Em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência  (Colossenses 2.3).

Este é o mesmo de quem falou Jesus:  Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar, de tudo quanto vos tenho dito. (João 14.26).

Mas muitos, ao invés de serem esclarecidos por Ele, buscam ensinamentos espirituais nos bancos escolares, como se fora isto possível; onde o professor não é o Espírito de Deus, mas o homem, que pensando saber alguma coisa, não consegue ensinar nem a si mesmo.

Observando atentamente para o governo religioso atual, é possível perceber que, não são apenas os menos favorecidos das instituições religiosas eclesiásticas que apresentam dificuldade quanto à compreensão do evangelho de Jesus Cristo, pois seus próprios líderes demonstram total desconhecimento daquilo que se discerne espiritualmente.

Homens que não conhecem o significado espiritual das Palavras do Mestre, porque tem o coração endurecido e receberam a Palavra de mal grado. Destes, diz a palavra:  Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. (II Timóteo 3:7-8).

Mas Jesus disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim te aprouve. E ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar (Mateus 11.25-27).

A unção que vós recebestes dele fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas (João 2.27).

E não ensinará cada um ao seu próximo, nem cada um ao seu irmão, dizendo: Conhece o Senhor; porque todos me conhecerão, desde o menor deles até ao maior.(Hebreus 8.11).

As escrituras, como um todo, tem uma nobreza infinita, mas as parábolas do Senhor são algo realmente fascinante, porque Ele usava as coisas simples deste mundo para mostrar a grandeza do Reino dos Céus.

Certa vez, um dos discípulos perguntou-lhe: Quem é o maior no Reino dos céus?  E Jesus, chamando uma criança, a pôs no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças; de modo algum entrareis no Reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como esta criança, esse é o maior no Reino dos céus. (Mateus 18: 2-4).

Se alguém possui esse atributo e tem o coração como o coração de uma criança, então certamente é um autêntico servo de Deus. Se, porém, ainda não o possui, faz-se necessário que se converta verdadeiramente dos seus maus caminhos e conheça o Pai por intermédio de seu Filho Jesus Cristo, o qual levou sobre si todas as nossas culpas, e somente por Ele podemos ter um coração limpo; sem desejo de vingança; desprovido da malícia; que não cobiça o alheio; que é isento da lascívia, idolatria, avareza, inveja, ciúmes, inimizade, ira, vícios, contendas e heresias; pois a Palavra declara que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino do Céu.

Outra parábola que me deixa maravilhado consta em Mateus 23.37, onde o Senhor disse: Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e tu não quiseste!

Amados, observem a sabedoria do Mestre e a imensurável grandeza do seu amor para com homem, mesmo sendo este pecador. Vejam como Ele desejava protegê-lo:

Quem já morou em sítio, conhece a forma que a galinha protege os seus pintinhos, a qual, apesar de ser um animal frágil e inofensivo, enfrenta qualquer desafio para defender os seus filhotes; nada a faz recuar; mas encara qualquer fera, expondo ao risco a sua própria vida. Seja diante das intempéries da natureza, como chuva, geada ou tempestade, ela se expõe a mercê da sorte, mas protege todos os seus filhotes embaixo das suas asas, a fim de que nenhum mal lhes aconteça. É algo fascinante, só mesmo o nosso Senhor poderia nos mostrar com tanta sabedoria e singeleza, e a grandeza do seu amor para conosco.

As parábolas de Jesus têm muito a nos ensinar, mas é preciso que aquele que ouve, ou lê, conheça a Deus verdadeiramente, e isto, somente é possível através de Jesus Cristo, seu Filho, pois do contrário, ainda que, alguém seja catedráticos na letra, e detenha todo o conhecimento humano relacionado às escrituras, estará inutilmente, honrando e servindo a um Deus desconhecido.

O QUE SIGNIFICA HONRAR A UM DEUS DESCONHECIDO?

Atos 17.16-23, narra um episódio bem interessante que ocorreu na cidade de Atenas, enquanto Paulo esperava pela chegada de Silas e Timóteo. Diz o texto que o seu espírito se comovia em si mesmo, vendo a cidade tão entregue à idolatria, e por isso lhes anunciava a Jesus e a ressurreição.

Tendo Paulo sido levado ao tribunal por alguns que contendiam com ele, sob acusação de lhes anunciar uma nova doutrina, falou ousadamente do meio do Areópago (conselho de membros da aristocracia ateniense):  

 Varões atenienses, em tudo vos vejo um tanto supersticiosos; porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais não o conhecendo é o que eu vos anuncio (Atos 17: 22-23).

Amados, isso também acontece hoje em nosso meio, pois quando anunciamos a graça do nosso Redentor; o Evangelho que traz descanso para alma; liberta o homem do jugo da servidão e o conduz à salvação eterna, livre dos mitos, tradições humanas, liturgias, e, principalmente do pesado fardo do dízimo; também nos acusam de anunciarmos uma nova doutrina, demonstrando que, assim como aqueles homens atenienses, estes também adoram a um deus desconhecido.

Mas esse “deus” que eles adoram sem O conhecer, pois não fazem a sua vontade, é o Cristo vivo, ressurreto, que anunciamos de graça, porque Ele mesmo já pagou o mais alto preço pela nossa salvação na cruz, pela aspersão do seu próprio sangue.

 Mas, se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça  (Romanos 11.6).

Poucos conseguem discernir espiritualmente a grande divisão que separou a Velha Aliança, constituída de rituais e formalidades cerimoniais, do Novo Testamento, o qual é regido pelo evangelho da graça de Cristo, de onde nos vem salvação eterna pelo sangue do nosso Redentor.

E por que não compreendem a verdade? Isto acontece, porque tais homens procedem da mesma forma que os escribas e fariseus procederam diante da acusação contra Estevão, homem cheio do Espírito Santo, que deu testemunho da glória de Deus, pois viu o Céu aberto e o Filho (Jesus) sentado à destra do Pai. Diante de tamanha glória, eles taparam os seus ouvidos para não ouvir a voz do Espírito Santo, e apedrejaram o homem santo de Deus até a morte.

CUMPRINDO-SE AS PROFECIAS

Todas estas coisas aconteceram em cumprimento à Palavra de Deus; e o nosso Senhor, que conhecia muito bem as escrituras, assim como a natureza do coração humano, em nada se admirou, apenas compadeceu-se de todos, ao ponto de chorar quando se aproximou de Jerusalém, dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos (Lucas 19.42).

Isaias profetizou dizendo: O que Israel buscava não o alcançou; mas os eleitos o alcançaram, e os outros foram endurecidos. Como está escrito: Deus lhes deu espírito de profundo sono: olhos para não verem e ouvidos para não ouvirem, até ao dia de hoje (Romanos 11.7, 8).

Porque este povo honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim,em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens(Mateus 15.7, 8).

Segundo o relato de João 7.1-5, estando próximo da festa dos judeus, conhecida como Festa dos Tabernáculos, os irmãos de Jesus lhe disseram:  Sai daqui e vai para a Judéia, para que também os teus discípulos vejam as obras que fazesPorque não há ninguém que procure ser conhecido que faça coisa alguma em oculto. Se fazes essas coisas, manifesta-te ao mundo. Porque nem mesmo seus irmãos criam nele.

Amados, analisem como é complexa a incredulidade; os irmãos do Senhor o acompanhavam, conheciam suas obras, e ainda assim criam que Ele era o Messias, vindo de Deus para salvar o homem do pecado e da morte.

Imaginem a nossa pequenez. É indispensável que estejamos em vigilância constante, orando em todo tempo com ações de graça, para que não entre dúvidas em nossos corações e venhamos a cair da graça.

Sabemos pelas escrituras, que muitos serão chamados, mas pouco os escolhidos. E quem são os escolhidos do Senhor? São aqueles que não endureceram o coração, e não taparam os ouvidos para ouvir a voz do Espírito Santo de Deus; esses herdarão o Reino de Deus e cearão com Jesus no grande dia das Bodas do Cordeiro.

Disse Jesus: Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo.

Portanto, se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais o vosso coração (Hebreus 3.7, Porque a Palavra alerta: Não sede somente ouvintes, mas, cumpridores da Palavra, e  não vos enganeis com falsos discursos. Porque, se alguém é somente ouvinte da Palavra e não cumpridor é semelhante ao varão que contempla o seu rosto natural  ao espelho, mas aquele,  que atenta  para a lei não sendo ouvinte esquecido,  fazedor da obra, este tal será bem-aventurado (I Tiago 1.19-23).

Apocalipse 3.20, disse Jesus: Bem aventurado aquele que lê, e os que ouvem as Palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.

Louvai ao Senhor!

 

Irmão Carvalho

Quem esta online

Você tem 6 convidados e nenhum membro online