CONGREGAÇÃO CRISTÃ
Jesus Nossa Âncora

Obrigado por visitar nosso site. Esperamos que você tenha gostado do conteúdo.
Estamos abertos para esclarecer dúvidas e aceitar sugestão.

A PAZ DE DEUS.

Na Carta aos Hebreus 10.38, disse o Senhor: O justo viverá pela fé, mas se ele recuar a minha alma não tem prazer nele.  Mas, o que é a Fé?   Fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a certeza das coisas que não se vêem (Hebreus 11.1). 


 A fé é o alimento que nutri e fortalece o nosso espírito. Ela aproxima o homem de Deus, traz comunhão e paz  com o Senhor Jesus. É aceitação da doutrina revelada por Deus, e a confiança na obra salvadora de Cristo.   

Por isso, o nosso objetivo é levar aos amados, uma mensagem de exortação e encorajamento a uma fé plena e consistente, porque a palavra no na carta aos Hebreus 11.6 assegura: Sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que d’Ele se aproxima, creia que Ele existe e que é galardoador dos que o buscam.  

É evidente que não nos referimos a fé generalizada, a fé popular, ou a fé só pelo ouvir falar e saber da existência de Deus e do seu amado Filho Jesus Cristo que Ele gerou pela sua plenitude. Isso todos sabem e não produz resultado algum.  

Porque a fé que o mundo conhece só se manifesta na hora do desespero, e se desperta apenas pelo rogo, ou na súplica ao socorro no momento de angústia. Nessa ocasião, se reverenciam a Deus, mas nada mais pode ser feito, porque é uma fé confessada por força de expressão e necessidade. É uma fé da boca prá fora, vazia e sem consistência, porque não é nutrida pelo Espírito Santo de Deus. E a palavra diz: Deus não ouve a pecadores, mas se alguém é temente a Deus, e faz a sua vontade, a esse Ele ouve (João 9.31). 

Sendo assim, objetivamos alcançar uma fé viva, nascida do coração de Deus, que tem poder para curar, libertar, transformar vidas, realizar até o impossível aos olhos humanos, e ainda nos dá a certeza da salvação para a vida eterna. 

Queremos levar aos amados a fé que arde o coração quando falamos do infinito amor do Senhor Jesus, porque essa fé é um dom celestial, produzida pelo trabalho íntimo do Espírito Santo de Deus na alma humana. 

Vamos lhe apresentar uma fé semelhante a do Centurião de Cafarnaum, quando esse suplicava a Jesus pelo seu servo, e Cristo lhe propôs ir a sua casa e ele recusou dizendo: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas diz somente uma palavra, e o meu criado sarará. Tamanha era a fé daquele Centurião que surpreende até o Senhor Jesus, e maravilhado Ele disse: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé (Mateus 8:8). 

Centurião: Oficial do Exército Romano, comandante de uma tropa de cem. Aquele homem era dotado de uma fé impar, e pelos olhos do Espírito havia nele a certeza de estar diante da glória do Filho de Deus. Não se sentiu digno de receber Jesus sob o seu teto, mas não hesitou e creu incondicionalmente que pela palavra do Mestre, maravilhas aconteceriam na vida do servo pelo qual intercedia.

Fé exemplificada por Estevão, o qual viu o céu aberto e o Salvador a Destra do Pai, sendo apedrejado até a morte permaneceu fiel, e ao entregar o seu espírito a Deus não pediu vingança para os seus executores, mas pediu ao Pai que lhes perdoassem porque tinha certeza do regozijo que lhe estava proposto.

Fé semelhante ao Apóstolo Paulo, que mesmo ciente das prisões e aflições que lhes reservavam em Jerusalém não temeu e nem recuou, mas disse aos irmãos: Que fazeis vós, chorando e magoando-me o coração? Porque eu estou pronto não só a ser preso, mas ainda a morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus.

Não poderíamos deixar de exaltar aqui a fé viva e consistente dos apóstolos e discípulos do Senhor Jesus Cristo no início da igreja primitiva, os quais viveram sob perseguições, açoites, prisões, fome, frio, flagelo e morte violenta. E mesmo assim realizaram a maior obra evangélica sobre a face da terra, pacientemente suportaram tudo pela fé em Cristo, amor a palavra e aos mandamentos do Senhor. Submeteram-se a servidão pela vontade do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. 

O legado dos santos homens de Deus está hoje ao alcance dos nossos olhos, o maior exemplo e testemunho de fé, dedicação e coragem para exercitarmos reflexão nos momentos de aflição e angústia, para aprendermos a confiar em Cristo e conhecer que por mais difícil que seja a condição, não desfaleçamos, mas sejamos fortalecidos na fé e tenhamos a confiança e certeza que não estamos só, porque o Senhor está em nós onde quer que estejamos, se fizermos a sua vontade. 

 

                   A FÉ COMO UM GRÃO DE MOSTARDA

No Evangelho de Mateus 17.20, Jesus, exorta os seus discípulos por causa da pequena fé; dizendo: Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível. 

O Senhor Jesus comprova numa linguagem figurada a confiança que precisamos alcançar, e compara um grão de mostarda (a menor semente) para transparecer a grandeza das obras que a fé é capaz de realizar.  

É evidente que a transposição dos montes é uma demonstração alegórica, porque se assim fosse, estaríamos alterando a superfície terrestre e o curso geográfico natural que Deus criou. Mas o Senhor nos encoraja a enfrentar e superar as montanhas de problemas, provas e tribulações que hão de vir, e irradia a confiança que estando revestidos da couraça da fé, não haverá barreira intransponível para o servo de Deus, porque em Cristo, somos mais que vencedores por aquele que nos amou. 

 

           A FÉ, SOBRE A PALAVRA DE CRISTO

O Evangelho de Lucas 5.1-5, relata que após Jesus ter usado o barco de Pedro para anunciar a   multidão que o seguia, e sabendo Ele que os pescadores não haviam apanhado nada durante a noite toda, mandou Pedro que novamente  lançasse a rede ao mar. E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede. 

Observem que Pedro já estava lavando as redes, sendo ele exímio pescador, sabia que não havia mais razão para persistência, pois havia encerrado a sua jornada de uma exaustiva e frustrante noite de  trabalho, sem nada apanhar. Mas quando o Senhor Jesus mandou que novamente lançasse a rede, não hesitou, e pelos olhos da fé, viu em Cristo o poder para realizar o impossível.  

Pedro acreditou de forma absoluta na palavra do Senhor e deu prova da sua fé prontamente dizendo: Senhor eu já trabalhei a noite toda sem nada apanhar, mas sobre a tua palavra, lançarei a rede. 

E assim procedeu, e a rede se encheu de tal forma que não conseguira retira-la sozinho.  Essa é a medida da fé que nós também precisamos atingir sobre a palavra do Senhor Jesus. Crer incondicionalmente, sem hesitar e sem nada duvidar. Ter a certeza e confiar que Deus está em nós e a sua palavra não volta para si vazia, antes faz tudo o que lhe agrada, segundo a sua vontade.  

 

     EXORTAÇÕES DO SENHOR JESUS SOBRE A FÉ


           Em Lucas 8.43-48, relata que uma mulher possuía um fluxo de sangue havia doze anos, e gastara todos os seus bens com medicamentos e por nenhum pudera ser curada. Chegando por de trás de Jesus, tocou na orla de suas vestes e o fluxo de sangue estancou imediatamente. 

E disse Jesus: Quem me tocou? E negando todos, disse Pedro e os que estavam com Ele: Mestre a multidão te aperta e te oprime, e dizes tu, quem te tocou? Respondeu-lhes Jesus: Alguém me tocou, porque bem sei que de mim saiu virtude. Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se tremendo, e, prostrando-se ante Ele, declarou-lhe diante de todo o povo a causa por que lhe havia tocado, e como logo sarara. E Ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou; vai em paz. 

Considerem quantos da multidão apertavam e oprimiam a Jesus sem nada receber, mas a fé daquela mulher era algo extraordinário. No meio da multidão alvoroçada ela conseguiu apenas tocar nas vestes de Cristo e foi curada no ato, porque creu em Jesus, não somente para libertá-la da enfermidade que a afligia fisicamente, mas principalmente, como seu único e suficiente salvador. 

E Jesus sentiu que dele saiu virtude, e perguntava quem havia tocado nele, mas com muita fé. E os seus discípulos ficaram intrigados com a pergunta e responderam: Mestre a multidão te aperta e te oprime, e dizes tu quem te tocou? Não compreendiam a surpresa do Mestre referindo-se a imensurável fé daquela mulher. 

Portanto amados, não seja você também só mais um na multidão, dos que apertam e oprimem a Jesus sem nada receber, mas seja revestido de fé, e não busquem em Cristo somente as prosperidades materiais, mas creia verdadeiramente que a sua fé vai tocar não nas vestes, mas no coração de Jesus, e Ele vai lhe prosperar tanto quanto prosperou aquela mulher, a qual alem de receber o milagre da cura, ainda foi agraciada com a sua paz e a oferta da vida eterna.  

Medite no poder da fé, num simples gesto quantas obras e maravilhas aconteceram na vida daquela mulher, houve uma verdadeira revolução. Assim também, Cristo quer fazer em sua vida, uma obra completa através da sua fé.

São inúmeros os testemunhos de libertações, curas e milagres, pela fé, no Evangelho do Senhor Jesus. É importante observar, quando Ele curava, e libertava os oprimidos, evidenciava a vinculação da cura, segundo a fé, ou melhor, Jesus condicionou que as benções serão conforme a medida da fé.  Ele mesmo disse que não seremos ouvidos pelo muito falar, porque o Pai conhece as nossas necessidades, antes mesmo de suplicarmos suas misericórdias, mas segundo a fé, conforme o seu tempo e a sua vontade.

Precisamos evidenciar a fé exemplificada na palavra porque Jesus é o mesmo ontem, hoje, e será eternamente e continua realizando as mesmas obras e maravilhas conforme a medida da fé que recebemos.

Lamentavelmente, hoje muitos depositam a sua fé nos  dízimos e ofertas, deixando em segundo plano a graça e a verdade do Senhor Jesus e isso é um equívoco que poderá trazer conseqüência desastrosa porque o próprio Jesus disse: De Graça recebeste de Graça da(Mateus cap.10).

 

Irmão Carvalho

Quem esta online

Você tem 6 convidados e nenhum membro online