A falta de vigilância e compromisso com o Senhor tem levado a humanidade sob opressão avassaladora. Os problemas assolam o homem de todas as formas e em todas as partes do mundo, são guerras, epidemias, catástrofes, fome, enfermidades, desemprego, problemas de ordem social, familiar e financeiro, corrupção, violência, vícios que afetam e destroem a criatura que Deus criou sua imagem e semelhança.



            A falta de vigilância e compromisso com o Senhor tem levado a humanidade sob opressão avassaladora. Os problemas assolam o homem de todas as formas e em todas as partes do mundo, são guerras, epidemias, catástrofes, fome, enfermidades, desemprego, problemas de ordem social, familiar e financeiro, corrupção, violência, vícios que afetam e destroem a criatura que Deus criou sua imagem e semelhança.


            A depressão é a malignidade do século que oprime e consome a essência humana. As vítimas desse mal não sabem mais onde procurar solução, não encontram uma saída para tantas situações emblemáticas, a circunstância é crítica porque não é um mal que se cura com medicamentos visto que é uma doença da alma.


E nessa busca desesperada às vezes acabam afundando ainda mais porque muitos procuram uma saída nos psicotrópicos, outros nas drogas ou bebidas como alternativa para alguns tentar sair da insatisfação e ansiedade que sufoca e atormenta a alma humana.  


Mas a fuga é ilusória, o refúgio é momentâneo, a tentativa de preencher o vazio da alma  é constante, mas não vamos encontrar o consolo nessas coisas perversas e vãs, porque o mundo não tem nada a oferecer que possa nos fortalecer espiritualmente.


            Às vezes as circunstâncias são tão desfavoráveis que começamos a pensar que todas as portas se fecharam, sentimo-nos só, como se estivéssemos no fundo de um poço onde não há mais esperança porque as forças se esgotaram, tudo se acabou. Contudo, se em algum momento esse desespero invadir o seu coração, caso venha a sentir a dor na alma e imaginar que não há mais saída, então é hora de olhar para o auto e receber o socorro que vem do Céu.  


Amado em Cristo esse é o momento exato para você refletir, e reconciliar com o Senhor teu Deus e confiar que Ele fará uma obra extraordinária em sua vida, algo maravilhoso, que você é incapaz de imaginar, isso é a transformação que acontecerão na sua vida e sobre todos da sua casa.


Não estamos referindo a religião porque a religiosidade não salva e não traz virtude alguma a alma humana, mas o propósito é lhe apresentar ao Cristo vivo, que morreu pelos nossos pecados, mas ressuscitou para a nossa salvação e levou sobre si as nossas dores, o qual foi elevado ao Céu, está sentado à destra do Pai e por pecadores intercede.


O Cristo que anunciamos não está mais pregado na cruz, porque Ele ressuscitou, e realizar o impossível aos olhos do homem é apenas uma das suas especialidades, porque Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia (Salmos 46.1).  


Clama ao Senhor e Ele responder-te-á: Não temas meu filho, porque eu o amo e sou contigo, por onde quer que andares. O choro pode durar uma noite, mas a alegria virá pela manhã.


                    PORQUE ESSAS COISAS ACONTECEM


No princípio criou Deus o homem, livre para viver num Paraíso e gozar abundância de bens, mas pela sua desobediência e consequente queda, a terra foi amaldiçoada e com isso vieram todos os desajustes que vivemos hoje. O homem ficou vulnerável as enfermidades, dores e aflições. A fome, miséria, e angústia passaram a fazer parte do cotidiano, satanás teve domínio sobre o homem que passou a viver sob a maldição do pecado. De dominador passou a condição de escravo, satanás de posse do império da morte, passou a assolar e afligir a humanidade.  


O homem, a maior obra das mãos de Deus sobre a terra, feito a sua imagem e semelhança. O amor de Deus por essa criatura é algo imensurável, Deus o trata como a menina dos seus olhos.  


O Senhor havia preparado um plano para restabelecer a reconciliação do homem (Gênesis 3.15) mas para isso havia necessidade de  derramamento de sangue, ainda que fosse o sangue do seu próprio Filho em sacrifício para resgatar o homem da maldição do pecado e lhe ofertar novamente a libertação e a vida eterna.


A exortação é um alerta para que estejamos atentos, satanás veio para matar, roubar e destruir, e ao contrário do que muitos imaginam, não surge de forma arrepiante, espalhando fogo por todos os lados. Ele se infiltra sutilmente de forma dissimulada, aparentando uma fruta boa para se comer, agradável aos olhos, desejável, mas não deixa transparecer que aquela fruta com aparência agradável, é uma armadilha peçonhenta que levará a morte, não só a morte da carne, mas, sobretudo a morte do espírito, e muitos, por não vigiar, têm sido sucumbidos pela astúcia do diabo. Por isso o Senhor Jesus alerta: Vigiar e orar para que sejais dignos de estar em pé, diante do filho de Deus.


                             NO MUNDO TEREIS AFLIÇÕES


Cristo profetiza os acontecimentos, mas também nos conforta a permanecermos firme na fé e confiança no seu Poderoso nome, porque Ele é a nossa força e esperança, e não nos deixará abandonados na angústia. Vejamos:


Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.


Estando ainda convosco, vos predizíamos que havíamos de ser afligidos, como sucedeu, e vós o sabeis. Mas tudo isso vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.


            Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece. Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá.  


            No capítulo 5 da primeira carta universal de João, a Palavra relata: Estas coisas vos escrevi, para que saibais que tendes a vida eterna e para que creiais no nome do Filho de Deus, porque o somos de Deus, mas o mundo está no maligno.


Mas Jesus Cristo é a nossa paz, pela cruz, reconciliou os povos com Deus, desfazendo  a inimizade. Ele evangelizou a paz a vós que estáveis longe  e aos que estavam perto. Porque a paz de Deus que excede todo o entendimento guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus, o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus, nosso Pai.


            Por esta razão irmãos somos consolados acerca de vós. Certamente que a salvação está perto daqueles que temem o Senhor. Vós, em toda a nossa aflição e necessidade, pela vossa fé, maior é o que está em vós do que o que está no mundo.


            Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: A fé. Por isso, em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.


                                   CRISTO ALIVIA E LIBERTA TODA OPRESSÃO



Alegrai-vos amados, pela infinita longanimidade de Deus não estamos desamparados. Ele poderia ter abandonado o homem no pecado pela sua desobediência e rebeldia, mas não o fez, apesar da sua tristeza e indignação, Deus, não desistiu de lhe dar uma nova oportunidade para a salvação, ainda que para isso pagasse o mais alto preço com o sangue do seu próprio Filho, oferecendo assim a sua morte para reconciliação do homem,  pelo sangue de Cristo.


            E, pela misericórdia do Senhor, coragem e sacrifício do seu Filho Jesus Cristo, hoje, Ele chama sobre si todas as nossas amarguras, angústias e tribulações. E nos dá a confiança que está sempre conosco, e pela fé nos conforta e nos dá a certeza que seremos mais que vencedores. Pois o próprio Deus disse: Invoca-me no dia da sua angústia, eu te livrarei e tu me glorificarás (Salmos 50.15).


Olhando Deus para o mundo não viu um justo, nenhum sequer; sendo necessário ofertar o seu próprio Filho em sacrifício vivo, para todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. E hoje, Ele chama para si as nossas angústias e dores, porquanto, pela cruz nos libertou e nos reconciliou com Deus, cravando no madeiro o pecado do mundo inteiro, dando-nos a sua paz, a abundante graça e a esperança da vida eterna. Para nos privilegiar com tanta bondade pagou o mais alto preço, com o seu próprio sangue.


            A Palavra nos dá o fortalecimento espiritualmente e nos exorta a confiar no Senhor, observemos: Que diremos, pois a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Quem nos separa do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que no amou.


Em I Coríntios 10.13 vem o consolo do Senhor, que não permitirá que sejamos tentados acima daquilo que possamos suportar, e diz: Não veio sobre vós tentação, senão humana, mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.


Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3.16).


E Jesus toma sobre si toda responsabilidade de libertador, e  declara: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei (Mateus 11.28). Qual o significado desse chamamento, visto que, a Palavra do Senhor não volta para si vazia, antes faz coforme a sua vontade, então nada temas, mas crê somente.


Cristo, o verdadeiro e fiel amigo deseja nos salvar para que na vida futura, possamos morar eternamente na casa do Pai eterno, pois Ele mesmo disse: Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.   Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também.


            O mesmo Senhor de paz vos dê sempre paz de toda maneira. E vos aperfeiçoe em toda boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em vós o que perante Ele é agradável por Cristo Jesus, ao qual seja glória para todo o sempre.  


Louvai ao Senhor. Amém!
                                                                                                 Irmão Carvalho

Última atualização ( Sex, 15 de Março de 2013 11:37 )