Há uma máxima que diz: A esperança é a última que morre. Mas esse dito é impróprio para os que crêem e solidificam a sua fé no Senhor, porque a nossa esperança não está nas coisas deste mundo, mas em Cristo, e nunca morrerá, porque Ele vive para sempre, e o seu Reinado nunca terá fim (Lucas 1.33).



Em momentos difíceis, outros dizem que há esperança na luz que se vê ao fim do túnel, o que também é incompatível para os que são chamados por decreto do Altíssimo, porque Cristo é a luz que veio para alumiar o mundo, e nos tirou das trevas para essa maravilhosa luz, e passamos a refletir a luz da sua glória.  

Vamos conhecer o significado da palavra ESPERANÇA, segundo a palavra de Deus, a qual é o desígnio da nossa meditação:

ESPERANÇA: Fé, confiança no cumprimento de um desejo. A segunda virtude mencionada em I Coríntios 13.13, se fundamenta na confiança em Deus, pela virtude o Espírito Santo (Romanos 15.13). Cristo é a nossa esperança (I Timóteo 1.1; Colossenses 1.27).

A âncora é o símbolo da esperança (Hebreus 6.18, 19), seguindo sempre o testemunho legado por Abraão, o nosso pai na fé, o qual esperando com paciência alcançou a promessa, porque é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta; a qual temos como âncora da alma segura e firme e que penetra até ao interior do véu por nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Em Jó 14.7 a 9, a Palavra nos fortalece e suscita a esperança de renascimento para a árvore, que, se for cortada, e morrer na terra a sua raiz, ao Cheiro das Águas brotará e dará ramos como planta nova:

Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos.  Se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó; ao Cheiro das Águas brotará, dará ramos como a planta nova.

A promessa do Senhor Deus, a esperança de reconciliação para o homem que estava morto na maldição do pecado, aparece desde a antiguidade (Ezequiel 34.22, 23), onde o Senhor censura a conduta dos pastores e diz: Eu livrarei as minhas ovelhas para que não sirvam mais de rapina aos pastores, e levantarei sobre elas um só pastor, e ele as apascentará; o meu servo Davi é que as há de apascentar; ele lhes servirá de Pastor.

Evidentemente que a promessa do único Pastor para apascentar as suas ovelhas não se tratava exatamente da pessoa de Davi, mas pela afeição e o amor de Deus a esse servo, Ele faz uma alusão, referindo-se a promessa de salvação pelo seu Filho Jesus Cristo, o qual veio da geração de Davi (Mateus 1.1) para salvar o homem das trevas e do pecado.

Observem o apreço e carinho especial do Senhor Deus a Davi, e a disposição que o Senhor referenciava a esse homem, pelo seu temor e obediência à sua Palavra. Então o Senhor declarou: Achei a Davi, filho de Jessé, varão conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade (Atos 13.22).

No entanto, Davi era carnal e desceu ao pó, mas da sua raiz veio salvação a humanidade. E pela aspersão do sangue do unigênito de Deus, ressurge a esperança e uma nova oportunidade de reconciliação do homem para com o Pai Altíssimo, porque no livro de Apocalipse (22.16), Jesus declarou: Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã.

Daí nasce à esperança que não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santos que nos foi dado pelo Redentor, o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, Filho do Deus vivo (Romanos 5.5).


                                     AO CHEIRO DAS ÁGUAS

   Para Deus, somos o bom cheiro de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem.  Para estes, certamente, cheiro de morte para morte; mas, para aqueles, cheiro de vida para vida.  (II Coríntios 2,15, 16).

  Portando, andai em amor, como também Cristo vos amou e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave (Efésios 5.2).


Certamente, para os crentes no Filho e no seu Evangelho somos o bom cheiro de Cristo, exalando sempre o cheiro das boas obras brotadas em nossos corações por sermos imitadores de Cristo (I Coríntios 11.1), realizando as obras pelo Espírito Santo de Deus.

Mas pela Justiça de Deus, aqueles que não recebem Cristo como seu único e suficiente Salvador, a certeza da condenação eterna. Para estes, cheiro de morte para a morte; pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus á a vida eterna em Cristo Jesus (Romanos 6.23).


Porque, em esperança, somos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê, como o esperará?.


Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos. E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. (Romanos 8.24-26).

E no livro dos Salmos 9.18, diz: O necessitado não será para sempre esquecido, e a esperança dos aflitos não se há de frustrar perpetuamente.

Porque Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.  Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, a ainda que os montes se transportem para o meio dos mares, ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. Há um cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. O Senhor dos Exércitos está conosco, o Deus de Jacó é o nosso refúgio (Salmos 46.1-4, 11).


Regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes. E o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo (Romanos 15.13).

E Deus enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem dor; porque as primeiras coisas já se passaram.


E o que estava assentado sobre o Trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. Porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. E quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida. Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.

Amados irmãos em Cristo, que o Poderoso Deus de esperança, paz, consolação e misericórdia seja eternamente glorificado e exaltado, e a sua glória permaneça para sempre, por nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Louvai ao Senhor!

Irmão Carvalho