CONGREGAÇÃO CRISTÃ
Jesus Nossa Âncora

Obrigado por visitar nosso site. Esperamos que você tenha gostado do conteúdo.
Estamos abertos para esclarecer dúvidas e aceitar sugestão.

A PAZ DE DEUS.

O organismo humano dispõe de um sistema capaz de identificar corpos estranhos nocivos e de provocar dentro do próprio organismo a fabricação de substâncias que combatem esses corpos e eventualmente os eliminarão ou destruirão.



Esse preceito é chamado pela medicina de sistema imunológico, o qual visa a tornar o organismo imune à ação patogênica dos invasores por uma reação preventiva do organismo, produzindo os anticorpos que garantirão a imunidade caso uma invasão real aconteça.


Por ocasião do nascimento de um bebê, os profissionais da área médica aconselham a mãe a amamentá-lo porque o leite materno, alem de ser o alimento mais completo para o desenvolvimento físico, ainda vai passar a resistência imunológica da mãe para a criança contra ações das doenças.


E ainda há uma preocupação do estado na prevenção a saúde das crianças, e para isso, há procedimentos médicos preventivos e um extenso conjunto de vacinação por vários anos, até mesmo na adolescência, para prevenção contra vários tipos de doenças. Isso porque a criança nasce com o sistema fisiológico de defesa baixo, e fica susceptível a obtenção de moléstia.


Semelhantemente, as tribos indígenas que nunca tiveram contato com a civilização, não possuem imunidade fisiológica, e não contraem doenças que normalmente são letais na população civilizada.


Como também uma pessoa soro positivo fica vulnerável as infecções oportunistas que podem levá-las à morte através de uma simples gripe porque a mais grave doença imunológica é a AIDS, na qual o sistema de defesa do organismo é neutralizado pelo retrovírus HIV.


Tivemos a oportunidade de observar, que o nosso corpo físico fica vulnerável às doenças patológicas em três situações: A primeira ocorre no nascimento, a criança nasce com baixíssima imunidade, por isso é necessário o processo vacinação para que o corpo se fortaleça até adquirir resistência contra as enfermidades


A segunda circunstância da ausência da imunidade é uma realidade nas tribos indígenas que nunca conviveram com o homem civilizado, mas através desse contato o corpo é fragilizado às doenças, sendo indispensáveis os cuidados médicos. E a terceira fase e também a mais perigosa, a qual tem levado muitos a óbito vem pela doença da AIDS, porque o sistema imunológico é neutralizado pelo vírus HIV.


               VULNERABILIDADE E IMUNIZAÇÃO DO ESPÍRITO



Assim como o nosso corpo físico sem defesa imunológica é sucumbida facilmente, o espírito também fica sujeito à enfermidade espiritual caso esteja desprotegido espiritualmente contra o mal.


Porque da mesma forma que a matéria humana é atacada por corpos invisíveis (vírus e bactérias) para enfermá-lo, o espírito do homem também sofre ofensivas diabólicas. E a Palavra de Deus descreve que são hostes (exércitos) dos principados do mal, e se não estivermos revestidos da couraça de Deus, ficamos vulnerável ao ataque do inimigo que poderá ser letal, não só a carne mas principalmente ao espírito.


Mas a vacina para o espírito não a encontramos em farmácias ou nos hospitais, mas na palavra do Senhor Jesus. Por isso a exortação do Senhor é vigiar e orar para não cairmos em tentação, porque o diabo, inimigo dos servos de Deus, vive ao derredor, bramando como um leão, buscando a quem possa tragar (I Pedro 5.8).


É importante observar que semelhantemente a vulnerabilidade do corpo físico, o definhamento do espírito também ocorre em três fases:


Idêntico ao corpo humano a primeira fase também ocorre no nascimento (em Água e Espírito) quando conhecemos a verdade, o inimigo passa então a lançar dardos inflamáveis contra os servos de Deus, exemplificado na parábola do semeador (Marcos 4), onde disse Jesus:


Os que estão junto ao caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo eles a ouvido, vem logo Satanás e tira a palavra que foi semeada no coração deles. E da mesma sorte os que recebem a semente sobre pedregais, que, ouvindo a palavra, logo com prazer a recebem; mas não têm raiz em si mesmos; antes, são temporãos; depois, sobrevindo tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo se escandalizam.


E os outros são os que recebem a semente entre espinhos, os quais ouvem a palavra; mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas, e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera.


E no Evangelho de Mateus 5.11 e 12, disse Jesus: Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus.


Por essa razão a exortação do Senhor Jesus para que perseveramos em oração, jejum e ação de graça, buscando constantemente a santificação para que sobrevindo a tentação, não venhamos à cair da graça e o inimigo não tenha poder sobre os servos de Deus.


A segunda situação em que o espírito fica enfraquecido diante das tentações, é semelhante aos indígenas que não possuem imunidade contra as doenças, e não são atingidos por epidemias, mas se contaminado por alguma enfermidade, a morte é quase certa por não possuir defesa imunológica.


Observe a peculiaridade da semelhança com o espírito do homem, quando ele está no mundo, sem compromisso com Deus, não possui defesa espiritual alguma, e apesar disso, muitos levam uma vida aparentemente tranqüila, no entanto, são muito mais fracos a ação do inimigo, porque estão desprovidos da armadura do Senhor, e a palavra relata que Deus não ouve a pecadores (João 9.31), e, nesse caso, a oração daquele que não tem compromisso com o Senhor não terá efeito algum, e por isso ficam muito mais expostos ao risco de serem afligidos pelo inimigo.


E Jesus exortou dizendo: O servo que sabe a vontade do seu senhor e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade, será castigado com muitos açoites. Mas o que aquele que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de açoites com poucos açoites será castigado (Lucas 12.47, 48).    


A terceira e também a mais ameaçadora fase em que o espírito do homem fica totalmente debilitado, assemelha-se ao portador do vírus HIV. Observe que aquele paciente possuía a defesa imunológica, mas pela contaminação o organismo se enfraqueceu de certa forma que qualquer doença, ainda que de pouca gravidade poderá levá-lo a óbito.


Assim estão sujeitos aqueles que conheceram a verdade do Senhor Jesus, e provaram a boa Palavra e as virtudes do século futuro, mas com a recaída voltaram a condição inimigo de Deus e igualmente ao corpo físico também possuíam a couraça, mas pela obra do pecado estão exposto a todo ataque do inimigo, pois a Palavra aos Hebreus 6.1-6, alerta:


Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e recaíram sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus e o expõem ao vitupério.


Hebreus 10.26, 27: Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação horrível de juízo e ardor de fogo, que há de devorar os adversários.


Não estamos aqui fazendo juízo a ninguém, mesmo porque o próprio Jesus afirmou que o único pecado imperdoável é a blasfêmias contra o Espírito Santo de Deus, mas a constante rejeição contra os apelos do Espírito Santo se constitui em pecado imperdoável. Portanto, aos que voltaram à escravidão, aconselhamos a reconciliarem-se com o Senhor enquanto estamos no tempo aceitável (II Coríntios 6.1,2).


       O ZELO PELA CARNE E O DESPREZO DO ESPÍRITO


No momento em que a saúde pública é um caos não só no Brasil mas em inúmeros países do mundo, a grande preocupação do homem é o bem estar do seu corpo, e o zelo exacerbado pela aparência física que em muitos casos chega a obsessão, no entanto, esquecem de vigiar e cuidar do espírito que é uma preciosidade maior que o físico.


Porque a carne é fraca e para nada se aproveita, e a sua permanência aqui é passageira, mas o espírito é imortal e viverá eternamente, é pelo bem estar desse espírito que precisamos zelar, porque não sabemos o dia e hora que o Senhor haverá de nos chamar e precisamos estar preparados para esse momento, porque o amanhã poderá ser tarde. E a palavra do Senhor afirma que o mundo passa e também as suas paixões, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.


                     REVESTI-VOS DA COURAÇA DE DEUS



E para que não sejamos alvos dos dardos inflamados do inimigo, a carta aos Efésios 6.10-18, nos ensina a revestirmos da armadura de Deus, meditemos: Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo.


            Pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas contra os principados, contra as potestades do mau, contra os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes.


Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, calçando os pés com a preparação do evangelho da paz, tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno.


Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda a oração e súplica orando em todo tempo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos.


O Espírito Santo de Deus alerta que a nossa luta não é contra a carne e nem o sangue, ainda que o ser humano seja usado como instrumento pelo maligno para atormentar o servo de Deus, mas a luta não é contra o homem, por isso devemos estar sempre preparados espiritualmente para enfrentar as potestades do mal.


E a Palavra descreve a armadura de Deus, como o aparelhamento de um soldado que se prepara para a batalha, porém, não revestido do equipamento material, mas da couraça de Deus:


Com os lombos cingidos com a verdade, vestido da couraça da justiça, calçados os pés na preparação do evangelho da paz, tomando sobretudo o escudo da fé, o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus, para não sermos atingidos pelos dardos inflamáveis do inimigo. Orando em todo tempo em espírito e vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos.


É oportuno lembrar que esta é a vacina para imunizar a alma, para se apresentar sempre saudável espiritualmente diante de Deus, a qual é o revestimento da sua couraça.


E o servo de Deus não será revestido dessa armadura apenas por trazer a bíblia sempre consigo ou por deixá-la aberta nas páginas dos Salmos 91, porque satanás não teme bíblia aberta, nem tão pouco adquirirá a imunidade espiritual através do seu compromisso com dízimo, porque hoje não somos mais discípulos de Moisés, mas vivendo a era da graça, ninguém precisa pagar mais nada, porque Cristo pagou o mais alto preço pela nossa salvação com o seu próprio sangue.


O servo será revestido da couraça de Deus quando nascer de novo através do arrependimento, conversão, santificação, oração, guardando os mandamentos do Senhor e fazendo a sua vontade.


Isaias 55.6, diz: Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto.


Louvai ao Senhor!

Irmão Carvalho

Quem esta online

Você tem 13 convidados e nenhum membro online